A Ecomarapendi é a ONG (organização não-governamental) responsável pela Recicloteca. Além do centro de informações de meio ambiente e reciclagem, oferece diagnóstico participativo, estudos de impacto ambiental e de vizinhança, treinamento e capacitação.

Entre em contato pelos telefones (21) 2551-6215 ou 2552-6393
ou pelo email contato@ecomarapendi.org.br

Fechar janela

Dados dos resíduos sólidos urbanos segundo a Abrelpe

A Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), fundada em 1976, realiza anualmente um panorama com informações sobre os resíduos sólidos no Brasil.

Segundo a edição de 2016, o Brasil produz cerca de 78,3 milhões de toneladas de RSU (Resíduos Sólidos Urbanos) por ano, o que revela uma taxa de 214.405 toneladas por dia, 2% a menos em relação ao ano anterior (2015). Por outro lado, desse total, somente 71,3 milhões de toneladas são coletados, 1,7% a menos do que em 2015, evidenciando o destino incorreto de 7 milhões de toneladas.

Reciclagem de RSU

Em 2015, Alumínio teve 38,5% do seu consumo doméstico reciclado, anotando um valor de 602.000 toneladas. No caso das latinhas, o Brasil é o líder mundial reciclando 97,9% do total produzido. Em segundo o Japão reciclou 77,1% e em terceiro os EUA com 64,3%.

No mesmo ano, a taxa de recuperação do papel apresentou crescimento de 4% em relação ao ano anterior, chegando a 602.000 toneladas, 63,4% do total.

Já no caso dos plásticos, 6,99 mil toneladas foram consumidas. As garrafas PET tiveram 51% de seu total reciclado, apresentando uma queda de 9,8% em relação a 2014.

Segundo a reportagem de Fernanda Borges para o Jornal Estado de Minas, o quilo da latinha de alumínio em Belo Horizonte vale de R$ 2,40 a R$ 3,70, apresentando uma variação de  54,17%. A garrafa PET apresenta uma variação de 33,33%, indo de R$ 0,75 a R$ 1.

Mas, ao identificarmos o impacto de ambos os materiais no meio ambiente, chegamos à conclusão que o incentivo para levá-los para a reciclagem vai além do seu valor econômico. Mesmo porque, a maior quantidade de PET consumida, é pelos domicílios. Bastando ao cidadão apenas encaminhá-la, através da coleta seletiva, para a reciclagem. Recebendo dinheiro ou não por esta ação, a certeza é que levará para casa o valor de um trabalho integrado em prol da qualidade de vida e do futuro de um país mais sensibilizado e responsável pela geração dos seus resíduos.

resíduos sólidos urbanos

Fonte: Abrelpe

Saiba mais em:

Coleta Seletiva de RSU

Poltrona de PET: passo-a-passo

Papel: história, composição, tipos, produção e reciclagem


Agora você pode ser um apoiador do Projeto Recicloteca.

Já imaginou poder contribuir para semear a educação ambiental por aí?

Agora você pode!

Não importa o valor da doação, o que importa é ajudar a difundir informações sobre coleta seletiva, meio ambiente em geral e reciclagem. Todas as doações terão uma recompensa!!

Acesse o site abaixo e saiba mais:
https://apoia.se/recicloteca

Este texto está protegido por uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
Link para atribuição de créditos: http://www.recicloteca.org.br?p=3043

Gostou desse post?

A Ecomarapendi é a ONG (organização não-governamental) responsável pela Recilcoteca. Além do centro de informações de meio ambiente e reciclagem, oferece diagnóstico participativom estudos de impacto ambiental e de vizinhança, treinamento e capacitação.

Assuntos relacionados

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário